1000px-Bandeira_de_Sergipe.svg
Sergipe

Após a estadia na casa da Marcela, amiga da Marina em Maceió, e da visita a pitoresca cidade colonial de Penedopartimos para o sul, atravessando Sergipe, o menor estado do Brasil. (O Distrito Federal é menor,mas como Washington DC, não é um estado).  Em apenas 6 horas do dia 25 de março, provamos as delícias do estado de Sergipe e tudo o que poderíamos aproveitar por lá. 

sergipe mapBem, para ser justa, é difícil ver tudo em uma só visita, mesmo sendo o menor estado do Brasil ainda é do tamanho da Slovenia. Comparado a qualquer país da Europa, não é tão pequeno assim.

Aracaju é famosa por suas praias e o oceanário, o Projeto TAMAR, bem conhecido pelo seu trabalho de preservação das tartarugas marinhas. O prédio do oceanário tem a forma de uma tartaruga, quando visto de cima! A entrada custa R$ 16 / € 3,90 , vale a pena a visita. Ouvimos dizer, no entanto, que o Projeto TAMAR da Praia da Barra, Bahia, é bem maior e tem mais atrações!

Depois? Almoço. A poucos minutos também na beira-mar, ao sul do TAMAR, fica a Passarela do Caranguejo. Todos os restaurantes aqui são especializados em frutos do mar, é bem fácil de achar, não tem como você se perder, uma escultura de caranguejo gigante marca o local. Nós escolhemos o restaurante à direita na frente do caranguejo, que parecia bom e barato, mas o serviço foi extremamente lento e a comida nada de tão especial . (R$ 22 / € 5,50 por pessoa para alimentos e bebidas). Nos divertimos muito assistindo as pessoas tirarem selfies com o caranguejo gigante.

E daí fomos lá tirar as nossas, é claro.  

Você pode pensar que por estarmos na frente da praia, temos vista para o mar, mas em Aracaju as praias são bem longas. Para ver o mar ou dar um mergulho, é preciso andar bastante nas areias quentes.

IMG_1070

Após o almoço dirigimos em direção ao sul de Sergipe, cruzando para a Bahia e acampamos na praia por alguns dias, bem relaxantes. 

Jaja o próximo capítulo…

Advertisements