Tempos atrás quando Minas Gerais financiava as riquezas do Império Português, as pessoas mais ricas estavam tentando o seu melhor, de todo jeito, serem “bons” católicos. Deve ser difícil entrar no céu quando você está escravizando os africanos e enviando os a uma morte precoce nas minas de ouro.

Que melhor maneira de impressionar a Deus, e as cidades rivais próximas, do que por ter uma igreja com a maior quantidade de ouro, super elaborada, requintada com tudo que o dinheiro pode comprar?

No entanto, para ser justo, este ouro sujo deixou um belo legado de igrejas e arquiteturas impressionantes. Um dos artistas que trabalhou sobre estes, o mais famoso, foi Antônio Francisco Lisboa – conhecido popularmente como Aleijadinho. Vimos alguns de seus outros trabalhos, fachadas de igrejas, interiores e assim por diante. Mas nada se compara ao seu trabalho em Congonhas, os Doze Profetas do Antigo Testamento.

IMG_9987

Reconhecida desde 1985 como Património Mundial, estas esculturas em tamanho natural representam figuras da Bíblia hebraica. Eles sustentam rolos de textos em latim, e seu posicionamento, o adorno e direção do olhar todos têm importância no cenário global. Diz a lenda que Aleijadinho esculpiu estas obras, enquanto que sofria nos estágios finais da lepra, com suas ferramentas amarrados aos remanescentes de seus braços.

IMG_9964IMG_9961IMG_9952IMG_9960IMG_9955IMG_9953IMG_9958

Ao lado da igreja, há um santuário, onde as pessoas deixaram oferendas para agradecer suas cura para seus males. Este quarto tem algumas imagens extremamente perturbadoras. Entre as imagens dos parentes idosos, crianças pequenas e fotos 3×4, estão pinturas de acidentes de carro, cicatrizes e desfigurações horríveis. Qualquer um que tenha visto “The Science of Sleep” (A Ciência dos Sonhos) pode se lembrar dos desenhos infantis do calendário “disasterology“, feito pelo personagem principal.

IMG_9986

Descendo a colina da igreja, há 5 santuários menores, cada um com cenas da crucificação de Jesus. Estes também foram esculpidos por Aleijadinho, mas em madeira, não de pedra.

É um lugar incrível para visitar. As estátuas, sendo em tamanho natural, e em cima de blocos de pedra fazendo parte da escadaria principal da igreja, lhe permite chegar super próximo das obras. Não importa de que forma você observe elas sempre vão estar te olhando de volta.

Advertisements