AIMG_9821 viagens através da histórica continua por Minas. Depois de um dia no Instituto Inhotim sul de Belo Horizonte, continuamos ao sul naquela noite. Na escuridão das montanhosa pela principal auto-estrada que liga BH-São Paulo, até Tiradentes, onde passamos duas noites.

Nomeada a partir de um dos líderes da Inconfidência Mineira, Tiradentes é considerado um herói nacional. Em 1789 lutou pela independência do Brasil, num período em que o país sofria o domínio e a exploração de Portugal. A cidade é pequena, super charmosa, cheia de lindas igrejas, e muito turística. Por coincidência visitamos durante o feriado de 21 de abril, o “Dia de Tiradentes”, que comemora a data da execução deste herói brasileiro. Surpreendentemente, a cidade não estava completamente cheia, muitas pessoas tinha ido a Ouro Preto assistir a cerimônia de entrega da Medalha da Inconfidência. Que este ano foi ao ex-presidente do Uruguai, José Mujica.

Nós perambulamos pela cidade por um dia todo, andando sem rumo e tropeçando em igrejas, uma mais linda que a outra. Deu para ver as principais atrações da cidade. Marina que queria desesperadamente um bolo de aniversário, como eu não tinha feito um em anos anteriores, por isso fizemos uma parada no supermercado para comprar um.

As igrejas são as atração principais em todas as cidades históricas de Minas Gerais. Encontramos em Tiradentes alguns lugares super especiais e menos turisticos, com pouca sinalizaçāo sobre…

Há uma loja/galeria que vende obras de arte baseada em Möbius ( um objeto 3-dimensional, feito a partir de um só bloco de madeira).

O Instituto Mario Mendonça, olhando de fora uma casa bastante comum, hospedando uma coleção de alguns dos mais famosos artistas do mundo, começando por esculturas de Dalí e Rodin, esposos de Picasso e muito mais. A entrada é gratuita e você tem um tour particular de portas fechadas, com a casa só para você.

Também tem a Chafariz da Glória, uma vez usado como bebedor para cavalos, agora um amuleto de boa sorte. Você tem que beber de cada uma das três torneiras, para se proteger contra a má sorte. Bebemos das três e por enquanto tudo esta dando super cento. Será que isso funciona para os cavalos também?

IMG_9832

Atrás da fonte, um mini aqueduto transporta a água para baixo da montanha. Seguimos a trilha, até que uma placa nos vez parar:
IMG_9840

A praça principal tem vários bares e restaurantes, realmente Tiradentes é um paraíso gastronômico, com vários restaurantes famosos. De acordo com Guia4Rodas, Tiradentes tem mais restaurantes premiados por pessoa do que qualquer outra cidade no país.

IMG_5768

Por outro lado, por que ir a um restaurante caro, quando as vezes a maior diversão é muitas vezes no mais simples e local, onde as pessoas da vizinhança frequentam. Em uma rua pequena, um bar e tabacaria foi onde nos achamos. Os moradores locais nos convidou para se juntar a eles, e conversamos por horas. Um par de personagens interessantes, juntamente com o barman e dono, dois senhores, um artista plástico e outro professor, discutimos política e vida. Mais tarde se aproximou um senhor barbudo, um pouco desconfiado, nos observando por debaixo do seu chapéu Panamá branco. Não apenas qualquer um – um ex-cartunista da revista Mad!
Por ter sido o primeiro irlandês a visitar o estabelecimento, tive a honra de receber uma garrafa de cachaça mineira como presente de despedida.

IMG_5773

Minas Gerais tem alguns trems, eles são famosos por suas antigas locomotivas a vapor, e por suas frases – em Minas, só em Minas, a palavra “trem” significa, “coisa”. Em Tiradentes, existe uma Maria Fumaça de 1912, que continua em uso. Um trem a vapor, que faz um percurso turístico entre cidades proximas. Super bem cuidada com muito carinho e atenção a Maria Fumaça é um dos símbolo da cidade.

Preço

Pousada: R$150 (€38) por noite
Igrejas: R$5-R$7 (€1-€2)
Restaurante na praça: R$20 (€5)

Advertisements