Minha primeira vez no norte do Brasil, parece estranho mas a maioria dos brasileiros  não conhecem o norte do nosso país. É um lugar obscuro, desconhecido e exótico, muitos falam que é muito caro e perigoso. Será? Muito vai depender do tipo de viagem que você está disposto a fazer. Depois de muitas pesquisas por onde começar, optamos por ir a Manaus e explorar algumas cidade e vilas próximas. Tivemos 9 dias para vivenciar o máximo sobre a cultura manauara. Foi uma experiência inesquecível, e com gostinho de quero mais. O norte é um mundo a parte do Brasil que conhecemos,  super rico em comidas, culturas, música, cores… Quase tudo novo para mim, cada dia uma nova descoberta. Super fascinante!

Sempre esteve nos nossos planos ir a Manaus, a dúvida era quando na viagem, pesquisando passagem aéreas descobrimos que os voos mais baratos e direto são saindo do Rio ou São Paulo. Então, chegando ao Rio compramos o nosso voo, até que bem barato. Arrumamos um lugar seguro para deixar o carro, mochilas nas costas e rumo a Amazônia!

Frame-13-07-2016-06-24-02

Chegando em Manaus nos hospedamos no “Hostel Manaus” bem legal, super perto do centro. A única coisa é que só tem estrangeiro, então se você quer ter uma experiências mais local talvez não seja o melhor lugar, eu era a única brasileira no hostel. O hostel oferece passeios na floresta amazônica, mas ao averiguar não tinha os melhores presos, o valor era para gringo,então saímos a procura de outras agências. Encontramos o Gero Tours, que foi recomendado por alemães que conhecemos em um bar por lá mesmo.

Fechamos o tour de 4 dias e 3 noites na floresta, com tudo incluso (refeições, transporte, acomodação, guias e passeios). Com isso planejando saímos para conhecer a cidade e comprar alguns utensílios necessário para a viagem a mata…

neruda
Thiago de Mello com Pablo Neruda – Valparaíso, Chile, 1962. Crédito da foto

Começamos muito bem nossa viagem, no meio de Manaus em um restaurante qualquer encontramos uma pessoa super especial. Tivemos a honra de conhecer o escritor Thiago de Mello. Ele trabalhou com Pablo Neruda e é um dos escritores mais renomados da Amazônia, é claro que descobrimos tudo isso no Wikipedia. Um senhor de 90 anos super bem vestido, educadíssimo e com um coração enorme, super generoso. E mais que isso ser convidado por ele para jantar, até ganhamos um livro com dedicatória e tudo. Essa não esperávamos, não é todo dia que um escritor te paga um jantar, né!

O que visitamos na cidade nos 2 dias que tivemos por Manaus:

Musa- Museu da Amazonas, super interessante e gigante. Na verdade é uma reserva de floresta amazônica próximo à cidade, onde você pode aprender sobre a mata, diferentes espécies de animais, árvores e tribos que habitam a Amazônia. Com trilhas, mirantes, observatório de pássaros, exposições… Dá para gastar um dia inteiro lá com atividades. Acabamos conhecendo o diretor do Musa, ele nos explicou sobre o projeto de construção do museu como forma de proteção desta área e campo de estudo, e todas as dificuldades em investimento. Vale super a pena uma visita!

IMG_6239

Teatro Amazonas– umas das construções mais famosas e ricas da cidade. Uma copia do teatro de Paris que foi construído no ciclo da borracha. Como símbolo de ostentação as ruas ao redor do teatro foram feitas de borracha, mas hoje só resta a rua da parte de trás, a diferença é notável. Pode ser feito o passeio guiado no teatro, para ver toda esta riqueza de perto.

Loja/cooperativa na frente do teatro- loja de artesanato local, o melhor lugar para se comprar lembrancinhas. Uma cooperativa sem fins lucrativos que trabalha diretamente com as tribos, as ajudando comercializar seu artesanato. Uma loja super bonita, não se assuste pela aparecia, os preços são super acessíveis. Foi onde encontrei o artesanato de mais qualidade e o legal é que você fica sabendo qual foi a tribo que produziu.

IMG_6258

Sobre as comidas regionais, se você quiser comer uma comida nova a cada dia da viagem, não se preocupe que terá várias opiniões. Principalmente as frutas, quanta fruta gostosa que eu nem sabia da existência. É um mundo à descobrir, uma loucura de cores e sabores novos. Provamos o tacacá, tucumã, açaí fresco e a fruta gigante do cupuaçu, para falar a verdade achamos todos com sabores muito fortes para nosso paladar, é preciso comer algumas vezes para se acostumar. Paramos um senhor no centro da cidade com uma carroça e provamos mais de 5 frutas que eu nem sabia que existiam. Camu-camu, pupunha, rambutan, bacuri… A minha predileta foi o rambutan, parece uma mamona vermelha por fora e tem gosto parecido com o da lichia. E os peixes, o famoso tambaqui na chapa, você pode encontrar em qualquer restaurante, este é o peixe mais comum por daqui. O pirarucu, um peixe gigante, lindo e super saboroso. Um melhor que o outro. Saborosos e frescos fica difícil de ter um favorito.

IMG_6250

Também vale a pena uma visita ao mercado central, lá eles têm todos os peixes comercializador na região. Mas é preciso ir cedo para ver o mercado de peixes, funciona a partir das 5 da manhã . Lá tem também bastante artesanato local, comidinhas típicas e açaí fresco. Eu imaginei que em Manaus seria super fácil de encontrar açaí fresco, mas não é bem assim, só achamos no mercado e olha que eu saí perguntando em todas as esquinas da cidade.

Sobre a locomoção na cidade é super tranquilo, uma vez que você fique no centro da para fazer quase tudo a pé. Só precisamos pegar ônibus para ir ao MUSA, que fica um pouco fora da cidade, mas é super fácil existe bastante ônibus. E as pessoas nas ruas são bem legais, e adoram ajudar os turistas. Ah! Do aeroporto da para pegar ônibus de linha mesmo para o centro, foi isso que fizemos, não é necessário pegar taxi para o aeroporto. Que já ajuda na economia, né!

Então, o dia de conhecermos de perto a famosa floresta amazônica chegou! Então vamos lá nos aventuras nos próximos 4 dias sem internet é claro! Uma experiência incrível nos espera… Oi macacada!

Preços

  • Voo do Rio a Manaus: R$470 / €130 returno
  • Hostel Manaus: R$40 / €11 dormitorio, R$65 / €18 quarto privado (preços por pessoa)
  • Tour na floresta: R$800 / €220
  • MUSA – Museu da Amazonas: R$23 / €6
  • Jantar com peixes da região para 2 (Tambaqui): R$50 / €14
  • Onibus: R$3 / €1 per journey
  • Açaí fresco: R$8 / €2 a bowl
  • Tacacá: R$18 / €5 per bowl
Advertisements